Só falta você!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A Vida é Agora



Não foi ontem, não será amanhã, a vida é agora, ela é este momento exato. Não temos tempo a perder, a vida está sendo vivida assim como o tempo que não pára. O deslocar do ponteiro do relógio representa o tempo que estamos perdendo. Então a vida trata-se de aproveitá-la, é como a famosa expressão latina de Horácio: "Carpe diem", que significa colha o dia ou aproveite o momento.


A vida é uma oportunidade, é a chance que temos de fazer algo notável, ou seja, a vida tem que ser utilizada para alguma coisa, não a desperdice como muitos fazem, e para isto é importante que você pense no que quer fazer. Viver não é somente trabalhar de segunda a sexta-feira e sair aos finais de semanas. Viver é muito mais! É fazer, sacudir e ser sacudido, transformar, criar, lutar, inovar, aprender...


A vida pode ser definida como uma corrida contra o tempo, porque perder tempo é o mesmo que perder vida, se não cuidarmos dos nossos projetos de vida, ficaremos velhos para eles, então devemos nos aprontar a ganhar tempo, isto é, ganhar vida.


Esperar é muito pior do que se pensa, além da agonia que dá, o tempo de espera jamais será recuperado porque perdeu-se, passou e não tem mais volta. O que nos resta é se empenhar em não repetir a dose outras vezes, como por exemplo não ficar remoendo os tempos perdidos perguntando-se por qual razão que aconteceu ou que acontecerá, o fato é que o que temos em mãos é a nossa vida de agora, não deixe para amanhã ou semana que vem ou ainda o mês que vem, o que você pode fazer hoje, agora.


Em suma, espero que este texto seja usado para o proveito de tempo, sobretudo para o proveito da vida, dê mais atenção ao seu tempo, reflita se você está aproveitando sua vida, valorize cada segundo, a vida é passageira para quem não a aproveita, é preferível viver apenas trinta anos bem vividos à viver cem anos mal vividos. Se você entendeu a síntese deste texto certamente que aproveitou o tempo gasto.

A Solidão





A solidão pode parecer melancólica, mas é fato que pode se aprender muito com ela. Por mais incrível que possa parecer a solidão é uma boa companheira.


Então, a solidão é o momento mais propício para se refletir sobre a vida, que dependendo do tempo sob solidão é possível até refletir acerca do mundo inteiro. A solidão está ligada diretamente a meditação, e a meditação é individual, ela envolve somente o espírito de quem medita com o Ser superior que ela acredita existir.


A solidão é um processo de aprendizagem, é necessário primeiro que a pessoa aprenda a conviver sozinha para saber viver em conjunto. Então, é possível afirmar que quem não sabe conviver com várias pessoas pode ter sua causa na falta de solidão. Isto é explicável de forma muito simples, pois na solidão você convive apenas com a si mesmo, o que leva você a se conhecer melhor, saber como você é, contudo você aprende a lidar melhor com a vida.


Há também quem tema a solidão, é claro que não é indicado que vivamos na solidão para sempre, mas existem as vantagens que foram supracitadas, e que inclusive são necessárias para o indivíduo desenvolver-se melhor, quer dizer que depende somente de nós e de mais ninguém para aprendermos a conviver conosco e com os outros.


A filosofia tem muito a ver com a solidão, pois filosofar é especular, e para isto precisamos estar sozinhos, porque só nós mesmos podemos saber o que nossa mente guarda.


Por fim, gostaria de destacar que devemos converter a solidão em uma companheira de vida, pode ter certeza que ela não lhe faltará com a atenção, não se preocupe somente em dialogar, que inclusive pode ser mais perigoso, uma vez que as pessoas mudam constantemente e podem nos trair, então antes sozinho do que mal acompanhado, faça os seus monólogos, e verá que aprenderá consigo mesmo, o importante é por para fora. Não a tema, aprecie os momentos de solidão e seja amigo dela.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O Senso de Humor





Levar a vida com humor é o melhor caminho com certeza. O humor é a melhor forma de ser feliz agora e a qualquer hora que seja. 


O humor não foge à regra da escolha, todo mundo pode escolher ser bem humorado ou não, e  é claro que é muito mais feliz aquele que escolhe ser bem humorado.


O humor é importantíssimo em qualquer momento da vida e do dia, ele é o facilitador para o breve objetivo de ser feliz, e é simples, bastando enxergar as coisas pelo seu lado cômico, a melhor forma de criticar algo é utilizando-se de humor, afinal quem nunca assistiu ou leu à uma "charge" feito com políticos? É claro que todo mundo já viu uma, e isto comprova que o humor é utilizado para coisas sérias como criticar um político que mereça.


Além da função crítica, o humor é a melhor opção de vida para quem quer aproveitar o máximo dela, ria nos momentos simples, não há limites para rir, encontre a fresta risonha que os problemas possuem, percebe que se olharmos a vida com um ponto de vista sem graça nos tornaremos pessoas deprimentes!? A vida pode ser triste e sem graça ou feliz e engraçada, só depende da forma de como é vista.


É importante ressaltar que quem não tem humor é uma pessoa má, é aquele que tem maldade no coração, talvez seja por não ter conhecimento dos benefícios que o humor pode trazer ao verdadeiro bem estar da vida.


A vida está aí para ser gozada, sem sombra de dúvida que temos de rir ao máximo, existem infinitas coisas engraçadas no mundo, escolha ser uma pessoa cada vez mais alegre, mas positiva, se você ainda não ri, passe a  correr atrás do prejuízo e ria muito! 


Aquele que é sábio é bem humorado. Aquele que é bem humorado é feliz.

A Família





A família é de suma importância para qualquer indivíduo, representa a estrutura, o alicerce, que serve de base para tudo que o envolve.


Bem, existem famílias e famílias, algumas bem estruturadas outras nem tanto, umas que chegam a ser um pouco paradoxais em relação ao seu propósito. Quer dizer que em vez da família apoiar o seu componente, faz muito pelo contrário escorraçando-o, descumprindo com a sua função.


A família é exatamente isto, ela pode ser composta por dois ou mais indivíduos que aos estarem "juntos" assumem o compromisso de zelar ao máximo um pelo outro, deve ser recíproco e de incondicional amor. Então, a partir do momento em que a família se desestrutura seja por qual for a razão, pelo menos um de seus componentes é que passou a descumprir o seu dever, a sua função familiar.


É fato que todas as pessoas precisam dispor de um ambiente familiar saudável para ser feliz, pois sem isto é impossível ser feliz. O ser humano não depende exclusivamente dele próprio para ser feliz, é necessário que se haja um convívio entre várias pessoas unidas, que se completam, denominando-se assim o conjunto família. Não dá para as famílias serem perfeitas, mas dá para elas serem modelos completos de família, isto é, pessoas que se amam, e que por isso vivem harmoniosamente juntos.


A desestruturação familiar é mais comum do que se imagina, tendo pelo menos um de seus componentes desviando-a do caminho certo, ela pode transformar os seus elementos de tal forma que os deixe suficientemente decepcionados para ter uma nova família, ou até pior, por exemplo que o indivíduo queira estragar outras famílias. Porém a pessoa que não possui uma família modelo, ou nem se quer tem uma família, é exatamente esta quem deve se preocupar mais em ter por objetivo de algum dia constituir uma família ideal, sendo que ele vai saber melhor do que ninguém o quão importante é o papel da família. Então, muitos dos que procuram por justificar as más escolhas que têm na vida, mais se deve à fraqueza individual do que necessariamente a ausência da família, ou seja, este é o perfil cujo mais precisa idealizar a família correta e valorizá-la ainda mais de quem já a possui.


Em síntese, para não cair em contradição, e dizer que o indivíduo é fraco porque quer, mais claramente falando assumo que para alguém que tem a família desejada é mais difícil que se fraqueje, pois o indivíduo estará apoiado pela família que já tem, mas por outro lado, o lado de quem não possui família ainda, pode um dia ter a família ideal, e para isto é importante que a pessoa use a ausência da família para motivar-se a um dia tê-la como os outros que têm. 

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

A Sensibilidade





Não é só uma impressão, as pessoas de fato estão cada vez mais insensíveis. E ao que parece, é comum ter conhecimento disto, isto é, este sentimento não recebe a devida importância que merece.


Sensível é aquele que sente, e a partir do momento que sentimos as coisas somos pessoas além de sensíveis somos pessoas vivas, que sentem as emoções como o amor pelo próximo, perturbação com as coisas dignas de se perturbar, aversão as coisas que são horripilantes e etc.


Por outro lado, as pessoas de acordo com que crescem vão perdendo paulatinamente este fundamental sentimento, e vão se tornando pessoas grosseiras, maldosas, agressivas, enfim, se tornam pessoas sem sentimentos. Aquele que fere os sentimentos do outros, não têm sentimentos.


A sensibilidade é muito mais do que chorar ao assistir um filme, a sensibilidade é uma chama interna que cada indivíduo possui em si, e que se ele permitir que ela se apague ele deixará de ter sensibilidade.


Então, uma das causas dos maus que estão muito evidentes nas pessoas é a falta de sensibilidade, o que geralmente nos sensibiliza na infância não vai nos sensibilizar no fase adulta, e isto é um erro. Não quero dizer que devamos voltar a chorar pelos meros arranhões que sofríamos enquanto brincávamos, mas que não nos habituemos com o mal. O que acontece com a fase adulta é que vivemos um certo período de vida, e que a partir deste tiramos conclusões de que é absolutamente normal olhar para um necessitado e não se sensibilizar, isto é, não sentir nada.


A ausência de sensibilidade é como uma doença que petrifica o coração, é como rasgar a pele de uma pessoa e ela não sentir nada, e que hoje em dia as pessoas estão cada vez menos sensíveis às coisas, um sujeito é capaz até de rir de alguém que precisa de ajuda. 


O derramamento de lágrimas é algo raríssimo, é triste saber que para pelo menos lamentarem a morte de alguém é preciso conhecer a pessoa, ser amiga ou até familiar, caso não seja sentamos à mesa logo após a notícia e comemos até nos empanturrar.

É Constrangedor, mas é a Realidade





Ah! Tantas vezes falo em certos assuntos, não só os inicio como também os repito, e que por vezes são constrangedores, desagradáveis aos que se negam a enxergar a verdade. 


É certo que ninguém quer assumir a posição do antipático, daquele que fala o que não querem ouvir, porém quando se trata da verdade ela deve ser exposta de uma forma ou de outra, ou você prefere viver em mundo falso, cheio de hipocrisias?


Eu até admiro os que dão a cara a tapa, encaram esta verdade que todos antepõem em não comentar, e tomam o partido de falar o que até pode ser constrangedor, mas que é necessário dizer.


Portanto, eu também me incluo nessa "tarefa", embora eu nem saiba qual seja o momento perfeito para se falar determinadas coisas, eu não hesito! E tento falar com cautela a realidade que se eu deixar dentro de mim me explodirá. Eu sei que é constrangedor falar sobre pobres, mas eles existem, são uma realidade! Sendo que não deveriam existir.


Eu não compreendo porque as pessoas se escondem tanto! Se elas ficarem ocultas a si mesmas, nem elas próprias irão se conhecer, muito menos deixarão que os outros às conheçam.


Então, é por isso que falo, e às vezes insisto sobre determinados temas, como bom vegetariano que sou, explico e re-explico acerca do vegetarianismo, ou seja, não me conformo com a falta de interesse das pessoas por assuntos sérios. Não obstante, procuro por falar de desigualdade, para quem me conhece ou que leem certas vezes as minhas crônicas sabem que é um assunto do qual eu prezo muito, insisto muito, simplesmente porque é necessário! É necessário dizer a verdade de que a desigualdade é horrível, é triste, é injusta, e que temos de fazer alguma coisa para mudar isto, como começar a falar sobre isto. 


Por fim, é claro que pode ser constrangedor, vergonhoso ou chato falar sobre certas coisas, mas é a realidade que está em nossa frente, queira ou não queira enxergá-la ou dizê-la.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Liberdade, Igualdade e Fraternidade





Este foi o slogan utilizado em meados do século XVIII junto à Revolução Francesa, as fundamentais: Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Apesar do tempo que se passou, tais  substantivos ainda são componentes de cobiça para os dias de hoje.


Não somos suficientemente livres para fazermos o que queremos, irmos até onde queremos ir, não podemos trabalhar com o que gostaríamos, não podemos conhecer o que gostaríamos de conhecer, o governo nos controla através de documentos, estatísticas, da economia, não passamos de meros pontos percentuais de dados. A nossa vontade nunca é levada em consideração. Não somos suficientemente livres para escolher o que queremos ser, é o governo quem toma este papel de nós. Não podemos "parar" em uma tarde para curtir o sol se pondo, temos "compromissos" que disfarçados com este nome não passam de mandos de terceiros.


Vivemos sob uma desigualdade absurda, uma minoria que vive as maravilhas e às custas dos que trabalham duro, que além de não terem seus esforços recompensados são pisoteados feito pragas. Não sobra educação, não existem direitos, nem se quer os direitos humanos são respeitados, os pobres são como uma escória, que não possuem acesso a nada.


Onde está a fraternidade!? Isto nunca existiu, porém não significa que não pode existir. Então resta-nos imaginar um ambiente fraterno, quase como um paraíso, onde ninguém está preocupado em ser melhor do que ninguém, mas sim em ajudar quem precisa, onde as pessoas não machucam umas às outras, que não matam umas às outras da mesma forma que trocam de roupa. 


Definitivamente, não somos livres, não temos direitos iguais, e não somos fraternos uns com os outros. 


Também não adianta cruzar os braços e esperar que Deus faça todas coisas sozinho, temos de reunir nossos esforços para buscar tudo isso! Afinal, Deus nos deu liberdade ao nascermos, mas foram os próprios homens que paulatinamente extinguiram isto dele mesmo, e isto também vale para a igualdade e a fraternidade.

Regressando à Natureza





Uma das ideias fomentadas por Jean-Jacques Rousseau, é o regresso do homem às suas origens, ou seja, a natureza.


Esta ideia é motivada por um motivo muito simples, o homem era mais feliz quando vivia na natureza do que hoje vivendo em civilização.


Nós que vivemos há tanto tempo em civilização, sabemos dos problemas que ela têm como a violência, variados crimes que vão de roubos até assassinatos, além é claro dos problemas relacionados ao transporte, saúde, ensino, habitação e etc.


Enfim, problemas não faltam e não faltarão na civilização porque estes problemas são elementos constituintes do modo civilizado de viver, ou seja, é completamente normal que cresçamos desenfreadamente, pois o que principalmente forma a civilização e suas metrópoles são seus numerosos habitantes, que por sua vez traz consigo os problemas civis tais como o transporte que não supri as necessidades de tantos cidadãos que só precisam se locomover para trabalhar de modo civilizado, isto é, em uma empresa que fica geralmente distante de sua casa, e na área da saúde não é diferente, seriam necessários muitos hospitais e bem equipados para atender de modo regular a saturada população civilizada, tão saturada que não é capaz de sustentar tantos indivíduos que acabam até por ir morar nas ruas.


Os problemas sociais têm sua causa na constituição da civilização, portanto engana-se quem pensa que a civilização seja o melhor caminho, se você está satisfeito com a forma que está vivendo, é pela razão de algo ainda não ter ocorrido diretamente com você, preste atenção que não ocorreu ainda, mas você está sujeito a sofrer dos problemas civilizacionais como qualquer outra pessoa. Se é rico sua empresa pode ir à falência, ou também pode morrer em um latrocínio e etc... Então ricos e pobres estão juntos na problemática civilização.


Em suma, podemos concluir que todos os maus que vivemos fazem parte da civilização, é impossível ser completamente feliz em regime de civilização, ao contrário do que é viver em nosso habitat natural, o nosso devido lugar, ao qual deveríamos zelar e vivermos cada dia para a natureza e não para as empresas. Portanto regressar à natureza é na verdade progredir à natureza.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A Evolução das Espécies





Este é um tema muito debatido, será verdade que evoluímos dos animais? Se formos acreditar nisto aquelas histórias bíblicas das quais temos conhecimento não passam de mentiras e parábolas.


Bem, minha posição diante dos fatos é em primeiro lugar neutra, deixe-me explicar - seguindo um dos princípios da filosofia que é a imparcialidade, procuro não pender para nenhum dos lados, sou capaz de aceitar ambas as conclusões.


A bíblia tem lá suas contradições, e foi escrita por homens, logo é falha, embora ela represente histórias divinas, sempre haverá a possibilidade de ter equívocos, parcialidade da parte de quem à escreveu, dizem que foram aproximadamente 38 homens que escreveram a bíblia ocidental, então quais são as garantias que temos de que os fatos sejam reais se é que são verdadeiros, e não se contorceram de acordo com o interesse de quem às escreveu? Não podemos afirmar por exemplo que as mesmas palavras que Jesus usou foram colocadas na bíblia.


Se me perguntares se eu acredito na bíblia ocidental - respondo-lhe que prefiro acreditar. Isto é, não é necessário que seja verdade as histórias da bíblia para crermos em Deus. Mas de qualquer modo aprovo a existência da bíblia, pois embora ela disponha de contradições e contorções dos seus escritores, ela é repleta de sabedoria, que tem por objetivo "controlar" de uma certa forma os anseios de todas as pessoas. 


Contudo, a evolução das espécies aconteceu para mim, pois é a história existente mais racional possível, existem evidências de bases científicas que provam não somente este passado remoto, mas o próprio presente pode falar por si, hoje biólogos estudam os avanços da natureza e concluem que os animais, plantas, insetos e etc. Evoluem de acordo com a necessidade de sobrevivência. E nós não fugimos à regra, somos animais também, a única diferença em relação aos demais é que raciocinamos, e temos de ser suficientemente racionais para aceitar que a história de Adão e Eva é uma parábola.


Não pense que sou ateu. Muito pelo contrário, minha vida é totalmente baseada na existência de Deus, antes de dormir todas as noites rezo à Deus para agradecer-lhe por mais um dia de vida e me levanto todos os dias pela motivação que Ele me passa para viver. 


Por fim, gostaria de completar declarando afins conclusivos que concordo com o livro de Gêneses que diz que Deus criou os céus e a terra... E além disto Ele que criou o homem a princípio como um peixe e deu à ele a oportunidade de desenvolver-se e nós conseguimos, ganhamos patas, que por sua vez nos tornou terrestres e que pouco à pouco nos tornamos bípedes e homo sapiens sapiens, ou seja, homem que sabe que sabe. E tudo isto deixou Deus orgulhoso de nós.

O Homossexualismo





Acredito que o homossexualismo é uma temática que não poderia faltar à falar, já que é um assunto de muita evidência entre as pessoas. 


Bem, acredito que tal assunto não mereça tamanha repercussão, aliás o que este assunto não merece é tamanha repugnância, quando falamos de homossexuais, falamos de uma escolha, assim como o heterossexual escolhe ser hetero, as pessoas tem o direito de escolher ser o que bem entenderem, afinal somos livres, pelo menos é natural que deveríamos ser, e é o que acontece com com os carinhosamente chamados "homofóbicos", eles tentam banir as pessoas de suas opções, ou seja, impedir que sejamos livres, e como se já não bastasse essas atitudes são acrescentadas de muita violência.


Portanto não são simplesmente homofóbicos, são indivíduos perturbados por alguma razão que representam riscos não somente para os homossexuais, mas para a sociedade como um todo, pois se eles agridem qualquer homossexual, eles podem fazer o mesmo com qualquer pessoa, já é um crime suficientemente preocupante para toda a sociedade. Não tenho o mínimo interesse em decifrar o que passa pela cabeça desses indivíduos, é como disse são perturbados por alguma razão, algo que prego muito é a escolha, não digo em 100% dos casos, mas na grande maioria podemos escolher ser o que quisermos ser, então estes indivíduos podem simplesmente ter escolhido ser assassinos de homossexuais, o que pode se estender tranquilamente para outras características como por exemplo crianças, também pode ser uma ideia de identidade, onde o sujeito tem por objetivo pertencer à algum grupo, ou seja, querer vestir a camisa de um grupo sendo esta de ideologias maléficas ou não.


Também existe o grupo dos homofóbicos anônimos, que pelo menos não agridem fisicamente, porém agridem verbalmente, julgando o que nem sabem estar falando. Estes são os indivíduos ignorantes, que não possuem opinião nenhuma para as coisas, são crédulos que acreditam facilmente em tudo o que lhe é dito sem questionar nada, indivíduos que pertencem ao senso comum que seguem costumes sem se perguntarem a razão do que estão fazendo, agindo feito robôs, são os escravos do que os homens do poder falam e comandam, não passam de típicos escravos do senso comum, o que os ditadores mandam eles fazem.


Enfim, é bom recitar aquele discurso que sabemos de longa data - não importa de onde as pessoas vem ou onde estão, elas só querem ser felizes, e é claro que isso vale para homossexuais, são pessoas que acreditam ser a forma de serem felizes, pois que sejam felizes.


É bom frisar que a felicidade tem lá suas limitações, quero dizer, que se um indivíduo acha que para ele ser feliz é necessário por exemplo que se mate uma pessoa, ele não pode ser feliz, pelo menos na concepção dele, que diga-se de passagem é equivocada, isto é, significa que a felicidade é também uma criação mental de cada um, e está tudo bem em criarmos sonhos para sermos felizes, porém existem limites para estas felicidades que ocorre quando o nosso sonho interfere nos direitos de outrem, é o caso do exemplo acima, não podemos matar ninguém, se pensarmos ser este o caminho para a felicidade não seremos felizes. E os homossexuais estão diretamente ligados à isto, porque eles acreditam ser felizes sendo homossexuais e esta escolha não invade ou prejudica absolutamente ninguém.

domingo, 25 de setembro de 2011

A Revolução





Revolucionar representa mudar. Porém não é uma mudança qualquer, mais do que isto revolucionar é inovar, revoltar-se contra a raiz, ou seja, uma grande transformação.


A própria palavra já denuncia-se afirmando ser radical, e se olharmos à nossa volta o que você acha, precisamos de alguma mudança radical, inovadora? É claro que sim! Nos mais diversos sentidos temos de mudar coisas, digo revolucionar, porque só através da revolução que é possível fazer as mudanças acontecerem e resolverem de uma vez por todas os problemas e não buscando as tradicionais medidas paliativas.


Temos conhecimento de várias revoluções na história da humanidade, variando em seus métodos e ideologias, podendo ser de forma pacífica ou violenta, e entre as principais estão a Revolução Francesa da qual foi simbolizada pela queda da Bastilha, também um dos maiores acontecimentos do século XX foi a Revolução Russa, conhecida como a Revolução Bolchevique, liderada por Vladimir Lênin que acabou por influenciar os partidos comunistas de todo o mundo, ainda mais próximo de nós brasileiros está a Revolução Cubana, que foi uma revolução armada liderada pelo bem conhecido Fidel Castro tendo como seu braço direito Ernesto Guevara de La Sierna, o "Che Guevara" que chegaram a tomar o poder de um país por completo, sendo que seus revolucionários eram em número muito reduzido.


Ah! É claro que não poderia faltar uma revolução tão recente quanto a da Líbia, que destronou o tirano Muammar Khadafi, percebe o quão difícil foi não só esta, mas também todas as outras revoluções? Nenhuma conquista cai do céu! É como o próprio nome já diz - é uma conquista. A revolução exigi muito trabalho e doação, precisa de ter líderes com ideias sólidas, e que sejam capazes de abrir mão de tudo em nome da causa revolucionária.


Para se revolucionar tem de estar disposto à ir até as últimas consequências, e como sempre  o maior apoio reside na população, então para se revolucionar é necessário um líder e o apoio popular, que ambos juntos se tornam infalíveis e sem limites.

A Ética, a Moral e os Valores





Nós sempre ouvimos falar sobre ética, moral, valores... Que tal refletirmos um pouco acerca destas nomenclaturas!? Bem, é isto que elas são até então - nomenclaturas, pois que vamos discerni-las uma das outras.


A ética na verdade é muito citada hoje em dia, sobretudo ela é voltada para a área profissional, portanto ela é um instrumento de "normas" que regulam a conduta de um profissional em uma determinada profissão. A ética por sua definição é a ciência da moral, criada pelo filósofo holandês Bento de Espinoza, note que a ética e a moral estão ligadas umas as outras, e que numa definição mais clara elas são as mesmas coisas.


Sempre quando falamos em ética, virá consigo a moral, mas agora o que vem a ser a moral? Bem, logo de início gostaria de destacar que a moral é universal, por conseguinte ela vale para todos de maneira igual, a moral é única e indiscutível para todas as pessoas.


Então chega-se à conclusão de que a moral é uma lei universal, sendo válida para todas as pessoas em qualquer sociedade e em todos os tempos. Porém, ela não é uma lei digamos muito clara, ela não diz simplesmente o que se deve fazer ou deixar de fazer em tais situações. Immanuel Kant foi quem trabalhou no desenvolvimento teórico da moral, ele diz basicamente que não podemos explorar os outros pensando em obter benefícios próprios, sendo válido não só para os outros como para nós mesmos, ou seja, não podemos também explorar à nós mesmos. Uma máxima que expressa muito bem as teorias de Kant é: não faças aos outros o que não desejas que façam à você. Subentende-se então que a moral é consciência, a moral é a nossa consciência.


A moral vai além de todas as causas, ele tem por objetivo fazer o que é correto, por exemplo é nosso dever cuidar do planeta não o poluindo e nem permitindo que o façam, pois é o nosso dever moral, é o certo à se fazer, não importando se nossas ações resolveram definitivamente o problema, e nem se causará um pequeno arranhão, afinal é o certo à se fazer, e segundo a lei moral devemos praticar medidas corretas simplesmente porque isto é correto. 


Por fim, essas são as explicações para o termo "moral" que pode causar dúvidas em algumas pessoas, mas que na simples explicação supracitada é compreensível a sua importância, afinal agimos sempre de acordo com os nossos princípios morais. Então, restam os nossos valores que nada mais são do que os resultados da nossa ética e da nossa moral, se fazemos valer nossos valores, fazemos valer nossa moral e nossa ética.

Os "Políticos"



Esta aí um dos grandes equívocos - os chamados "políticos". Escrevo desta forma, entre aspas porque na realidade os sujeitos que a maioria pensa que são políticos, ou seja, os presidentes, governadores, deputados e etc, não são necessariamente políticos de verdade.

É claro que pode haver um ou outro, mas desde já tenha em mente de que as pessoas que ocupam esses cargos nem sempre são políticos, nem se quer sabem sobre a função que estão ocupando, e com certeza que você sabe o que "esses" caras querem fazer no cargo.

Então, já concluímos que deputados, prefeitos e até presidentes podem nem saber o que é política, e mesmo assim acabam se elegendo por enganar os eleitores com seus colossais departamentos de marketing. 

Para ser político de verdade tem de ter espírito de liderança, preocupar-se realmente com quem está representando, saber exatamente onde quer chegar, ter um objetivo claro, criatividade para criar ideias novas que tragam benefícios para todos, não só para os que o elegeram, enfim, posso citar várias aptidões para ser político, porém ela sempre se resumirá em um denominador comum que é a preocupação com o povo, supondo que a família do político seja a coisa que ele mais ama, este deve ter o mesmo sentimento em relação ao seu povo, é também um responsabilidade muito grande, pois o político representa várias pessoas, e quando trata-se de um única pessoa já é suficientemente complexo, imagine então falar por várias pessoas. Então, tudo isso tem muito à ver com um post passado meu intitulado: "Verdadeiros Líderes", assim como existem os verdadeiros líderes, existem os verdadeiros políticos, então não se deixe enganar pelo que vê na televisão, em cartazes, não significa que só porque um indivíduo veste uma faixa presidencial que ele seja um político e mereça estar ali.

Por fim, todos podemos ser políticos, eu sou político porque me preocupo com as ideias políticas, porque possuo ideias políticas, uma vez que vivemos em sociedade temos de fazer políticas para vivermos bem, independentemente de ocuparmos ou não os cargos que adoram inventar, sendo que a maioria deles são desnecessários, já somos e podemos ser políticos.

sábado, 24 de setembro de 2011

A Colossal Filosofia


A filosofia é tão antiga que nasce junto com os seres humanos, para se ter noção do que estou falando, é que todos nós cedo ou tarde somos tomados por questões filosóficas, tais como de onde viemos? O que nós somos? Para onde vamos? Enfim, todas elas de cunho filosófico e que enche nossa cabeça de pontos de interrogação.

Portanto, a verdade é que todos nós somos um pouco filósofos, porém parece que à medida que crescemos em vez desenvolver nossa filosofia, fazemos com que decaia, vou tirar um trecho do livro "O Mundo de Sofia" do norueguês Jostein Gaarder, que define muito bem a filosofia através de uma parábola que diz mais ou menos o seguinte: O Deus  criador de todas as coisas que acreditamos é como um mágico que tira um coelho de sua cartola, e este coelho é o nosso mundo e nós ao nascermos ficamos na ponta do pelo deste coelho e que conforme vamos crescendo caímos sobre a pele do coelho, e os filósofos passam a vida escalando esses pelos afim de descobrir quem é que está por trás de todas as coisas.

A filosofia é simplesmente apaixonante, me dá até um pouco de receio falar dela aqui, visto que é uma responsabilidade muito grande, e por vezes que esqueço fatos dignos de importância, mas com boa intenção é claro, vou ousar falar brevemente acerca dela. Além de ser cheia de histórias e repleta de personagens extraordinários à começar por aquele que não foi o seu fundador, mas com certeza o seu personagem mais importante chamado: Sócrates.

A história da filosofia é medida com a existência de Sócrates, daí os termos pré-socráticos e pós-socráticos, Sócrates foi o primeiro filósofo nascido em Atenas, e é engraçado que apesar de ser considerado o maior gênio da filosofia ele jamais escreveu uma palavra, o que sabemos sobre Sócrates é o que Platão um dos seus principais discípulos escreveu na Apologia de Sócrates, que trata-se de um julgamento popular em que Sócrates é réu. Sócrates foi chamado a juízo por ter sido acusado, na verdade caluniado de corromper os jovens e de criar seus próprios deuses. Enfim, infelizmente aconteceu que Sócrates foi condenado à morte e se negou à entrar fuga, pois acreditava que não poderia viver em outro lugar sem praticar a filosofia. 

Não somente na Apologia de Sócrates escrita por Platão, existem outros diálogos escritos onde Sócrates é atração, gostaria de destacar que Sócrates foi o maior gênio da história da humanidade, nenhum filho da terra foi tão bom quanto, inclusive eu poderia usar este texto para somente falar sobre Sócrates, só lendo Sócrates que você vai perceber que tenho razão, mas por respeito aos outros grandes filósofos aqui finalizo com este singelo e muito breve comentário, pois o texto deve ser sobre a filosofia em geral.

Pois então, depois de Sócrates como já citado outro grande filósofo de destaque foi o seu discípulo Platão também ateniense que além de escrever sobre Sócrates fundou a primeira escola da história, a escola de filosofia, tornando Atenas o centro filosófico do mundo.

E discípulo de Platão foi Aristóteles que vinha na época de outra cidade-estado chamada Macedônia, da qual era também cidade de Alexandre O Grande, que por sua vez foi aluno de Aristóteles, enfim personagens importantes não faltam, entre os meu favoritos estão Immanuel Kant criador de várias obras, dentre elas uma que defendia a união dos países, considerando esta a única solução para o fim das guerras, e foi o que aconteceu cento e cinquenta anos depois com a criação da ONU. Existem muitos que só lendo para entender como Jean Jacques-Rousseau, Karl Marx, David Hume, Espinosa... Entre empiristas e racionalistas. São muitos.

O fato é que todos esses filósofos são um dos grandes responsáveis por moldar o mundo e transforma-lo no que ele é hoje.

Sinais Divinos





Sempre questionei a presença direta de Deus em nossas vidas, como que Deus interfere em nossas vidas? 


Refletindo sobre o assunto, penso que Deus interfere sim em nossas vidas, de forma direta ou não, isto é, acredito que Deus pode por alguma razão simples intervir em nossas vidas, imagine por exemplo que você tenha um compromisso quase que imperdível, e por um incidente qualquer você o perde. Logo, você ficaria muito chateado com a situação, por ter perdido o que era uma oportunidade boa, mas se formos refletir sobre o simples acontecimento de que houve um incidente que nos impediu que obtivéssemos êxito no nosso objetivo, pode-se concluir que esta pode ser uma manifestação de Deus, que vai saber se acabou nos salvando de uma outra situação que poderia ocorrer, por exemplo nesse trajeto que poderia ter sido percorrido houvesse um acidente mais grave podendo lhe tirar a vida?


Então, este pequeno exemplo nos demonstra o quão importante é a presença de Deus em nossas vidas e que muito possivelmente que ele interferi em nossas vidas diretamente, porém não devemos nos tornar paranoicos e achar que tudo é manifestação divina, devemos saber discernir as coisas e é aí que mora a dificuldade dos sinais divinos.


Quero dizer que, Deus se manifesta alterando os percursos de nossas vidas, isto é fato! Mas, como é que podemos saber o que é e o que não é manifestação? Isto é importante, pois talvez Deus esteja querendo nos ajudar e acabamos não compreendo o sinal que Deus nos envia. Quem nunca pediu um sinal para Deus? Naquelas horas em que temos de tomas decisões importantes que poderão mudar nossas vidas para sempre e não temos a mínima ideia de qual escolher?


Quem não conhece aquela história de que um homem está se afogando no mar e quando passa o primeiro barco e arremessa uma boia para salvar o indivíduo que se nega alegando que Deus o irá salvar? Quase todo mundo né!? Mas para concluir a história ele não aceita ser salvo pelo homem do barco, que então vai embora, até que mais tarde aparece outro barco e o homem se nega ser salvo novamente dizendo que Deus irá salvá-lo, por fim o homem acaba morrendo afogado. Chegando ao céu ao encontrar Deus, o homem furioso logo lhe pergunta: Por que o Senhor não me salvou? E Deus responde: Eu lhe enviei dois barcos, mas você não os aceitou.


Moral da história, é muito importante que nos esforcemos para entender o que Deus quer e o que ele faz por nós, esta tarefa exigi muita paciência e sabedoria. 

A Idade é um Estado de Espírito





Se repararmos, perceberemos que a idade é algo muito sugestivo, enquanto algumas pessoas "aparentam" ter mais idade para sua idade "verdadeira", ocorrem em outras o contrário.


Então, a partir daí pode-se concluir que a idade não deve ser levada em consideração em nenhum momento. É fato que ninguém já nasce maduro, porém o que amadurece de verdade é o espírito, daí a explicação para algumas pessoas que independente de suas poucas idades, aparentam ter muito mais.


Todavia, o que contribui para o desenvolvimento precoce do espírito são experiências de vida, as informações que recebemos, mas ainda assim cada pessoa escolhe amadurecer diante dos acontecimentos que presencia ou não, resta à você escolher se vai ser mais maduro ou imaturo.


Para mim, a idade não passa de números que servem para comprovar o tempo que uma pessoa tem de vida, isto é, a idade só vale para o corpo, à medida que vai avançando mais debilitações físicas teremos, é uma pena, mas é a lei da natureza, não há vida sem morte.


A idade também é uma espécie de controle da vida, é um medidor que estabelece o prazo máximo de vida, o limite, é por isso que nenhum ser humano passa e nem vai passar de cento e poucos anos. 


Sinteticamente, não devemos avaliar a idade física das pessoas, mas sim o espírito de cada um, é isso que de determina se somos maduros ou imaturos, independente do número de anos de vida que possuímos.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O Ato de Criar





O ato de criar qualquer coisa que seja pode ser considerado uma bênção. Se refletires sobre a criação, perceberá o quão incrível é este feito. Todas as coisas que nos cercam como a natureza sendo esta uma criação divina e as outras criações aparentemente humanas tais como objetos dos mais variados sentidos que vão da utilidade como as ferramentas até à algo mais artístico como uma pintura, músicas e etc, e que fazem parte de nossas vidas do início ao fim, são coisas que um dia foram criadas por pessoas como nós.


Até então tudo muito lindo, porém ao longo de nossas vidas testemunhamos inventos que não dão muito certo, posso citar como exemplo o avião que em seu intuito de criação era maravilhoso por ser algo extremamente novo e desafiador, para os mais pessimistas seria impossível de se chegar a realizar um projeto como esse, e que infelizmente culminou no suicídio do seu criador Alberto Santos Dumont que viu sua invenção sendo usada como arma nas guerras, eis uma invenção que acabara em tragédia. Então, esta partícula da história é uma demonstração clara de que sempre ao criarmos algo temos de ser cautelosos por isso, ou seja, temos de ter o devido cuidado de ter consciência que todas invenções sofrem a possibilidade de cair em mãos erradas e passarem à ser perigosas.


Também quando se fala em criação, lembra-se de criador, então afinal o que faz que alguma pessoa projete, crie, que tenha uma ideia aparentemente nova? Bem, digo aparentemente nova, pois para começar não acredito que nada possa ser completamente  novo. Eu acredito em primeiro lugar que todos nós temos a mesma capacidade de criação para as coisas, mas existem uma série de fatores que contribuem para o desenvolvimento desta, ou seja, a pessoa nasce com a capacidade, mas necessita de ser lapidada, e isso só se dá através de treinamentos específicos dependendo de cada área, de qualquer forma tenha em mente de que todos nós temos condições de criar somente por sermos seres humanos, inclusive acreditamos que exista um criador do universo e de todas as coisas existentes, ao qual nos referimos Deus, logo a ato da criação nos aproxima ainda mais de Deus, não digo no sentido de se igualar à ele, isto é impossível, mas eu acredito que as ideias são infinitas, uma leva à outra, e todas elas já existem em uma dimensão inacessível aos seres humanos, mas que de uma forma especial chega à alguém, então para mim não existem méritos para a criação, nada se inventa tudo se copia, nenhuma pessoa é capaz de inventar nada, nós somos apenas meros interpretadores das ideias que vem de outro lugar, ocorre algo como se fosse uma "mediunidade das ideias".


Independentemente se esta teoria for real ou não, pessoalmente, eu adoro estas palavras: criação, projetos, enfim, pois elas me lembram de estar vivo, a sensação que dá é de que ao criarmos qualquer coisa que seja estamos fazendo algo, nos mexendo, nos explorando, tudo isso é criar.

Os Lados do Bem e do Mal





Não adianta negar, a história da humanidade sempre foi dividida em dois lados do bem e o mal, onde foram e até hoje são travadas grandes batalhas. 


Contudo, a camada do bem é sem dúvida a representação maior e melhor, pois nada mais é do que o mesmo lado de Deus, onde as pessoas são boas o bastante para se dispor à combaterem o mal. Gostaria de frisar que, uma vez que temos o conhecimento do que é bom e do que é mau estamos condenados à viver com ambas as coisas para sempre, à menos que Deus acabe de vez com o mal, mas não adianta ficarmos parados de braços cruzados esperando que Deus faça alguma coisa, até porque se ele não está fazendo nada afim de exterminar o mal, significa que nós é quem temos de fazer algo.


Já o lado do mal tem sua origem muito discutível, segundo a bíblia é aquela história bem conhecida do paraíso cujos personagens são Adão e Eva, mas que para mim não passa de uma parábola, bem, nada disto importa agora, já que ele existe de fato temos de nos preocupar em combatê-lo. 


Primeiro, as pessoas têm de decidir qual lado ela quer pertencer, Deus é tão incrível que nos fornece o livre-arbítrio de poder escolher entre o bem e o mal, e claro que é no mínimo mais sensato que optemos pelo bem.


Então, a história da humanidade analogicamente falando é como uma moeda que em uma das faces possui o seu lado considerado do bem e na face oposta tem o mal, sendo que cada um de nós temos a posse de uma delas e ficará portanto à nosso critério escolher o que queremos.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Os Homens são Decepcionantes





Não existe uma pessoa que seja perfeita, até parece ser um pouco óbvio dizer isto, mas em verdade é que todas as pessoas sem exceção não chegam nem perto da perfeição. 


Ao expor esta ideia quero dizer que mesmo as melhores reputações de que tomamos conhecimento são manchadas por deslizes e erros. Pegando o próprio Karl Marx como exemplo além de excelente filósofo, ele também foi o fundador das ideias relativas à economia tais como o capitalismo que tanto criticava, mas que ele mesmo praticava ao viver uma vida ao estilo capitalista morando em belíssimas residências e colocando seus filhos nas escolas mais caras da Europa. Não obstante, ainda tinha Aristóteles que foi um dos maiores filósofos da história, que acreditava que a única utilidade das mulheres era a de reproduzir, enquanto o homem era o ativo nas coisas.


Em todo caso, há e sempre haverá erros em nós, estamos destinados à erros. Então não adianta a gente apostar todas as nossas fichas em outras pessoas, pois se o fizer acabaremos nos decepcionando muito no futuro.


Ninguém é digno de ser perfeito, sempre temos limitações, algo que fica à desejar. Ainda assim, há quem deposite uma confiança além da normal em terceiros e isto acarreta em ilusões, saibamos enxergar a nossa limita realidade. O maior de todos os gênios errou um dia e continuará errando.


Portanto, eu concluo que todos os homens são decepcionantes, afinal é o seu destino sê-lo. Desta história toda podemos tirar de lição que não é sensato que depositemos excesso de confiança em terceiros, pois assim como nós eles erraram, e isto pode ser comprovado pela história que demonstra claramente que seus personagens mais famosos apesar de serem grandes gênios eles erraram feito ignorantes. Todos os homens sem exceção de uma forma ou de outra nos decepciona, pouco ou muito, mas ainda nos decepciona.

Afinal o que é Belo?





Afinal o que é a beleza? Comumente é conhecida como aquilo que está por fora ao que é chamada de aparência, mas eu penso diferente. Essencialmente acho que não adianta de nada possuir a tal bela aparência e não ter ao mesmo tempo um bom coração, um bom caráter, ser uma boa pessoa.


Então, eu admito sim que exista uma beleza exterior, porém o principal fator que torna a pessoa bonita é o que está por dentro, ou seja, o que realmente somos.


E não são poucas as pessoas que dispõe de um padrão de beleza mais cobiçado e que utilizam desta característica para o mal, como para seduzir alguém com más intenções.


O grande equívoco ocorre quando as pessoas passam à priorizar a beleza exterior, esquecendo-se do que realmente importa que é a nossa beleza interior. Podemos tomar pelo inverso, priorizando sempre a beleza interior e depois a exterior. Aquele que se importa principalmente com a beleza externa não sabe o que é realmente belo, não sabe distinguir a beleza real, é aquele que considera mais bonito um edifício do que uma paisagem natural, é aquele que prefere um carro do que uma árvore, uma mansão à um arquipélago.


A beleza exterior é passageira, ela não vai durar pelo resto da vida, mas por outro lado a beleza interior fica no indivíduo até o fim de sua vida.


Para mim tudo aquilo que é bondoso, natural, sábio, simples, positivo e agradável é belo, são essas coisas que apaixonam de verdade, o resto é falso ou se perderá com o tempo.



A Autoridade





Vivemos em um mundo cheio de "autoridades", mas a pergunta é: o que vem ser essas "autoridades" e isto é realmente necessário?


Bem, a autoridade nada mais é do que o direito de mandar, mas é aí é que está, logo em seguida vem outra pergunta à minha mente que é: quem deve ter o direito de mandar em outra pessoa? Afinal, somos todos iguais e devemos portanto dispor das mesmas faculdades. 


Agora, o erro ocorre exatamente no ponto que algumas pessoas que se acham suficientemente espertas para se sobrepor em relação às outras, e o pior é que isto acontece claro com o apoio do futuro comandado, ele acaba por se doar voluntariamente a chamada autoridade, e assim completa-se o ciclo do autoritarismo.


Então, pois que vamos às soluções das perguntas, para a primeira respondo que não é necessário que nós humanos estejamos à mando de outros indivíduos humanos, como supracitado as pessoas são iguais e isto já responde a pergunta de forma concisa, então devemos trabalhar juntos e de cabeça erguida e não rebaixando-se um para o outro com pronomes de tratamento exuberantes que chegam à ser ridículos, pois senhor é um só e ele está no céu, ou seja, este sim está acima de nós.


Ninguém merece o direito de um tratamento especial, muito menos o poder de mandar em outras pessoas como se estas fossem animais irracionais. 


Cada um deve ser responsável por suas escolhas, o filósofo Jean Jacques-Rousseau já dizia que o homem deve ser senhor de si mesmo. 


Por fim, posso dizer-lhes que autoridades não existem, quer dizer não devem existir, elas só existem nas mentes das pessoas que acreditam que elas existam, por exemplo se você pensar que Jesus Cristo é uma autoridade ele será uma autoridade, mas somente na sua mente, então as coisas são o que achamos que são, lembre-se de que somos todos iguais e ninguém merece ser autoridade de ninguém.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Verdadeiros Líderes



Verdadeiros líderes são raros, sendo que os principais pré-requisitos são a ausência de vaidade, altruísmo, autocontrole, idealismo, paciência, responsabilidade e coragem.


Então é por essas e outras que líderes de verdade são raros de se encontrar, também confundi-se cargos com liderança, quer dizer que um presidente não é necessariamente um verdadeiro líder, isto é, ele até pode ocupar um cargo de liderança, mas ele não preenche os requisitos necessários para ser um líder e merecer de fato aquilo, então é no "regime de voto" que também é confundido com a aclamada democracia, que "esses" caras disfarçados de líderes se elegem e só assim conseguem ocupar o tal cargo.


Ainda tratando-se desses falsos líderes eles são exatamente o oposto do que na verdade se exigi para tal função, a começar pela vaidade, ah! É esta a responsável pela aspiração do sujeito, pois as pessoas que querem ser presidentes, governadores e etc... Não querem isto para resolverem os problemas e até morrer em nome de seu povo se necessário, mas eles querem na realidade se tornarem presidentes para serem chamados de presidentes, morarem em palácios, vestirem faixas, sair em capas de revistas, e tudo isso é prejudicial porque eles esquecem de exercerem a função para a qual foram nomeados e se preocupam mais com a cor da gravata que vão usar para aparecer na televisão. É importante frisar que o líder não está acima de ninguém, muito pelo contrário ele está à serviço de seu povo.


Como disse, o líder precisa também estar disposto a qualquer coisa para ajudar seu povo, capaz até de dar a própria vida em prol dos seus seguidores, também é aquele que antes de colocar a primeira colher de comida em sua boca pergunta se seu povo está alimentado. 


Aquele que nem se quer tem autocontrole não tem condições nenhuma de ser nada, muito menos um líder, e o pior é que vemos em simples entrevistas de falsos líderes completamente descontrolados, sendo parciais levando as coisas para o pessoal passando total desconfiança as pessoas que eles representam, também há a categoria de que nem se quer tem o respeito de falar ao público nas horas mais difíceis eles nem se quer se pronunciam, escolhendo sempre aparecer quando tem interesse, ou seja, na hora de fazer média nas campanhas, mas depois de eleito a coisa muda radicalmente de figura.


Um líder precisa ter ideias, isto é fato. Um líder que não têm convicções não pode ser considerado líder, os ideias são de suma importância uma vez que são eles que demonstram  o caráter individual, o vegetarianismo é um exemplo de ideal pela razão de demonstrar uma escolha pessoal que é baseada exatamente em um ideal, quer dizer que o líder tem preocupações.


A paciência é algo tão necessário quanto a dificuldade que é mantê-la, líderes precisam saber lidar com ela, pois existem as pessoas são exigentes e muitas vezes existem as que falam muita besteira.


E claro que a responsabilidade é um requisito necessário para qualquer coisa que se faça, sobretudo na liderança, ela é muito útil nos momentos de tomar decisões, não podendo se esquecer de nada, e é o que vemos muito por aí, falsos líderes que tomam decisões sem refletir nem um pouco, preocupando-se sempre com a medida que enganará melhor.


Por fim, vem a coragem que é estritamente necessária pois o verdadeiro líder tem que ter em mente que tudo é possível, existem homens totalmente equivocados e também egoístas que estão dispostos a se defenderem com unhas e dentes, então vai ser uma briga muito grande, haja coragem. Assim como era nos períodos antigos em que os líderes chamados reis iam para o campo de batalha lutar da mesma forma e junto com seus soldados, muito diferente de hoje onde um líder vestido de terno e gravata apenas "envia" seus soldados direto da sua cadeira macia, onde ele comporta muito confortavelmente sua bunda.


Então, o texto explicita o que é um verdadeiro líder, sobretudo o que é necessário para sê-lo, e infelizmente não existem muitos, saibam identificar líderes de verdade e não confundam cargos que falsos líderes assumem por uma razão qualquer, e não por merecerem o título.

Um Mundo De Vários Mundos





Que mundo maluco é esse em que vivemos! Para começar podemos viver em diferentes mundos. É incrível como os homens gostam de separar as coisas, ocidental, oriental, continentes, etc.


Esta aí uma das razões de sermos tão cruéis uns com os outros, a separação das coisas, nos tratamos como se não soubéssemos o que somos e essas linhas imaginárias são inseridas na forma de pensar desde cedo para todas as crianças do mundo. 


Vivemos em um mundo de vários outros mundos, o que nos limita para conhecer o que é de todos, ao invés de existirem terráqueos no planeta Terra existem brasileiros, cubanos, chineses, árabes e etc.


Não sou contra de que existam culturas distantes, mas sou contra de que não sejamos amigos uns dos outros e o que impossibilita isto são as fronteiras, os muros que fecham o mundo do próprio mundo, isto é ridículo.


Qual é a razão de nos dividirmos em povos orientais e ocidentais? Uma vez que somos todos iguais, somos seres humanos que só queremos ser felizes e para isso necessitamos de alimentação, abrigo, atenção e amor.


Quando é que teremos em mente que somos todos irmãos!? Devemos agir feito tal e juntos pensar no planeta de uma forma global e humana, pois não é o que somos? Esquecer fronteiras e lembrar de que só a união faz a força.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Construindo Uma Personalidade





É incrível como cada pessoa tem uma personalidade diferente! Você até pode experimentar das mesmas coisas que uma outra pessoa, mas o resultado disto é diferente em cada pessoa.


Então, acredito que personalidade é inexorável, quero dizer que no dado momento em que nos damos conta de que somos alguém ao mesmo tempo adquirimos um princípio de personalidade que podemos chamá-la de "essência", isto é, além da personalidade representar nossa essência de um novo ser existente ela é inerente ao ser humano, todos nós temos pelo menos uma.


E agora! Quando mencionei "pelo menos uma", o que quer dizer isto? É que na verdade como já um tanto conhecida a teoria de que as pessoas possuem personalidades boas e ruins, como aquele anjinho que fica posicionado no ombro esquerdo enquanto o diabinho fica no outro, enfim, não acredito nesta ideia, a encaro da mesma forma que milhares de outras parábolas que existem, pois a personalidade é única, e que no caso estão misturadas todas as características inclusive o bem e o mal. Ocorre que um sujeito ao pensar que possui duas personalidades ele acaba por responsabilizar suas atitudes boas pelo seu lado do bem e as ruins pelo seu lado mal, achando que estas agem separadamente, o que na verdade não passa de um equívoco.


Bem, de volta ao cerne da questão como é que se constrói uma personalidade? A personalidade é basicamente formada através das informações que nossa mente está sempre recebendo, vindas de experiências próprias, experiências alheias que tomamos conhecimento, e outras mídias como livros, filmes etc.


Pelo menos quando eu procuro analisar os fatores que cooperaram até então para constituir minha personalidade, encontro além das minhas experiências que vivi as mídias como os livros e filmes que absorvi.


É verdade que não li muitos livros no passado, quando criança e até pré-adolescente achava chato ler, principalmente quando tratava-se de livros extensos e cansativos preferindo os gibis, mangás e super-heróis em geral, mas hoje graças à Deus que me livrei deste equívoco e tomei gosto como nunca pela leitura, lendo diariamente eu pretendo assim continuar pelo resto de minha vida e ainda fico chateado por ainda não ter lido os livros que ainda não li. Por não dispor de um embasamento tão consistente não poderei citar aqui uma diversidade de títulos aconselháveis.


Porém desde a minha infância digamos não muito literária, eu já apreciava e muito a arte chamada cinema, pois o filme é como se fosse o resumo de um livro, o que torna-o a melhor fonte de cultura. A magia do cinema é incrível! A fantasia cinematográfica me inspirava como ninguém, cansei de tentar reproduzir cenas famosas do cinema, adquiri meus filmes e personagens favoritos, enfim, sempre foi uma excelente fonte de cultura para minha cabeça, para minha personalidade, então digo que um dos grandes responsáveis por constituir minha personalidade são os filmes que assisti.


Resumindo, o texto primeiramente afirma que cada pessoa possui uma personalidade diferente, ou seja, quando nasce uma pessoa, nasce uma nova personalidade que em sua essência não pode ser alterada mais que pode ser enganada e corrompida em relação à tudo aquilo que é do mundo. O que coopera para a constituição de uma personalidade são as informações que são lançadas à nossa mente, e que por experiência própria afirmo que um dos melhores métodos são os filmes. Afinal, como mesmo falam que são os livros que você leu que dirão que tipo de homem você é, eu digo também que são os filmes que você assistiu que dirão que tipo de homem você é.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Os Luxos





Equivocadamente confundido com a luxúria, que na verdade está relacionada aos prazeres carnais sem limites, o luxo na realidade representa a abundância das coisas, os excessos, cuja característica faz de ambos semelhantes.


Bem, como já concluído o luxo é um prazer exagerado que não mede consequências, então esta por si só já denuncia o erro. A partir daí, se formos rever os conceitos sobre o luxo descobriremos por fim as falhas atreladas ao prazer exagerado.


É bom que sempre lembremos de que somos igualmente responsáveis pela sociedade, e numa escala ainda maior também somos responsáveis pelo nosso mundo. Perante o pressuposto podemos dizer que tudo aquilo que hoje nos dá prazer pode causar efeitos opostos em terceiros.


Nada como um exemplo para demonstrar melhor isto: Enquanto um milionário que esbanja sua fortuna em qualquer lugar e com qualquer coisa, afim de sustentar seus luxos como ao comprar por exemplo uma pedra de diamante, que por sua vez causa tanto sofrimento entre mortes de homens que disputam à sangue e sem leis à estes achados nos países de origem até chegar à vitrine da loja, os senhores dinheiro independente da provável ótima educação que tenham recebido, certamente que estes possuem o bom senso de ao menos pensar na origem das coisas e logo concluir que está sendo um maldito que só pensa em luxos, brilhos, aparências etc.


As pessoas precisam tirar da cabeça a ideia de que o material é necessário para ser feliz, de que adianta ter um carro importado de 1 milhão de dólares e não ter um amigo verdadeiro? De que adianta ser cheio de jóias de ouro puro se não tens razão de viver? De que adianta ser o homem mais rico do mundo em fortunas monetárias do que ser um pobre de amor?


Por fim, só tenho à dizer que o luxo é ostentação, exibição, inferioridade e egoísmo.

domingo, 18 de setembro de 2011

A Origem Do Preconceito





Muito bem, o preconceito existe e não é à toa. Se formos analisar tudo têm uma origem e o preconceito está incluído nisso.


O que origina o preconceito é puramente a ignorância, se um sujeito é preconceituoso em relação à alguma coisa significa que ele não entende nada ou quase nada sobre o assunto em questão, ou seja, ele é um ignorante no assunto o que é o fator preponderante para gerar preconceitos.


É claro que é impossível que se saiba de absolutamente tudo, então não devemos pensar que temos condições de julgar à tudo, e o pior é que existem os que sabem muito pouco sobre algo e somente por isso eles se acham na razão de julgar as coisas.


Não existe e nunca haverá um homem que saberá sobre todas as coisas. A vida pode ser resumida em um aprendizado, estamos todos aqui aprendendo a cada dia de vida, não importa se é criança ou se é adulto, as pessoas estão sempre aprendendo, o dia em que o homem pensar que sabe de tudo ele morrerá, pois qual será a relevância da vida se já temos conhecimento de tudo?


Então, note pela própria palavra preconceito, quer dizer pré-conceito, isto é, trata-se de um conceito que é previamente formado sem considerar os devidos conhecimentos reais.


Hora vai e hora vem, estamos cometendo deslizes e entre esses está o preconceito, não adianta dizer que você não possui nenhum preconceito, por vezes que somos preconceituosos, claro que alguns mais e outros menos, mas obtenha consciência dos seus preconceitos e passe a evitá-los, sobretudo a reconhecê-los com humildade.


É necessário frisar que o preconceito é uma ignorância total, se você não entende sobre o assunto, então não crie opiniões sem antes ter conhecimentos, primeiro deixe de ser ignorante, quer ter uma mente aberta? Pois então livre-se dos preconceitos! Só assim você terá chances de entender as coisas.

Os Idiotas





É incrível como existem tantos idiotas! A sensação que dá é a de que eles eles estão por toda parte, parece que sempre haverá idiotas em qualquer lugar.


E como o próprio nome já diz, são idiotas. Eles atrapalham com intenção ou às vezes não, mas é fato que os idiotas não sabem nem o que é melhor para eles próprios, talvez seja por isso que gostam de assumir esse papel ridículo. 


Exemplos de idiotices estão presentes no nosso convívio, é aquele que fala sem saber do que está falando, exatamente por não ter nada à dizer, aqueles que só reclamam dos outros e faz igual ou nada fazem para mudar, também aqueles que se preocupam em prejudicar os outros em vez de se preocupar em ajudar os outros, enfim, exemplos infelizmente não faltam, mas os idiotas podem ser simplesmente definidos como pessoas que em primeiro lugar escolhem por não ter conhecimento de absolutamente nada, enfim é um inútil que não serve para nada e que não faz falta nenhuma.


Enfim, o que acho triste dessa história é por que razão que certas pessoas escolhem ser assim? É isso, é uma escolha! Sempre há uma escolha. Escolher ser estúpido é uma infeliz realidade.


O fato é que todo mundo pode ser idiota, assim como todo mundo pode não ser idiota, trata-se de uma escolha e empenho da parte de quem não quer ser idiota, por exemplo eu. Você acha que às vezes eu não tomo atitudes idiotas? Mas é claro que sim! Pois o ser humano é falho, logo eu posso acabar errando fazendo algo estúpido. O que não é normal é ser um completo idiota, aquele que é idiota o tempo todo. Diante disto, eu me empenho a cada dia para melhorar como pessoa, que é o caminho para deixar de ser idiota.


Por fim, infelizmente eles não faltam, basta olhar ao seu redor não é difícil encontrar um sujeito idiota, também tome cuidado para não se parecer com ele, afinal no seu convívio você poderá se tornar um idiota estando ao lado de um, até parece ser contagioso, e o seu principal sintoma é a diminuição da capacidade de raciocinar. Então, fique atento! Seja perspicaz e detecte os idiotas à sua volta que com certeza aparecerão e lide da melhor maneira que é não se envolver.